Cariri sofre impacto de R$4,2 milhões com cortes de bolsas CAPES e CNPq

O número 5.613 representa a quantidade de bolsas de mestrado, doutorado e pós-graduação que foram cortadas, a partir deste mês setembro, segundo o anuncio feito nesta segunda-feira(2) pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes).

Economia, Notícias

Foto Reprodução

Neste mês de setembro bolsas de mestrado, doutorado e pós-graduação foram cortadas. Os cortes terão um impacto de mais de R$4,2 milhões na economia regional.

O número 5.613 representa a quantidade de bolsas de mestrado, doutorado e de pós-graduação que foram cortadas, a partir deste mês setembro, segundo o anúncio feito nesta segunda-feira (2) pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes). O pente fino do governo chegou também a duas universidades públicas do Cariri, Universidade Regional do Cariri (URCA) e Universidade Federal do Cariri (UFCA).

O MEC divulgou que, em 2020, a Capes só terá metade do Orçamento de 2019. Na proposta de orçamento para o próximo ano, é uma perda orçamentária de 9% para todo o Ministério da Educação.

Esse já é o terceiro comunicado do tipo neste ano. Ao todo, a Capes vai deixar de ofertar cerca de 11 mil bolsas e não serão aceitos novos pesquisadores em 2019.

A crise no financiamento das pesquisas afeta também o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), ligado ao Ministério da Ciência. Além de suspender a concessão de novas bolsas, ainda existe o risco dos atuais bolsistas não receberem a partir de setembro.

Pronunciamento da URCA

Pesquisadores em defesa da ciência da URCA se reuniram na tarde desta terça-feira(3), em debate sobre os principais agravantes causados pelos cortes relacionados à pesquisa no Brasil pelo Governo Federal. Segundo a nota dada pela URCA a decisão atinge de forma considerável a pesquisa no Cariri.

Conforme dados repassados pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da URCA (PRPGP), os cortes terão um impacto de mais de R$4,2 milhões na economia regional.

O Pró-Reitor da Pró-reitoria de Pós-graduação e Pesquisa (PRPGP) da URCA, em entrevista para o foopost, o Professor Irwin Alencar, destacou:

“Inicialmente foram cortadas em junho as bolsas de Iniciação científica, Iniciação científica tecnológica, Iniciação científica júnior e Programa Nacional de Pós-doutorado( PNPD). Na Capes foram cortadas as bolsas de mestrado e doutorados que aguardavam implantação mediante a indicação de alunos nos processos seletivos. Todas as pesquisas vinculadas, de uma forma geral, são diretamente afetadas, entretanto, o corte não afetou apenas as bolsas de pesquisas afetou também o financiamento das pesquisas. Sendo que os editais já finalizados não tiveram a liberação dos recursos vinculados aos pesquisadores e seus projetos”.

Conforme o pesquisador, essa nova realidade atual já representa um retrocesso equivalente a uma década. “O número de doutores da universidade é muito superior do que há 10 anos”, avalia Irwin.

O aporte anual das pesquisas realizadas somente na URCA chega a R$ 4 milhões e 270 mil. Somente na iniciação científica serão afetados 322 alunos, o que representa anualmente um recurso de mais de R$ 1,5 milhão. Além de bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado.

Outras pesquisas importantes no Brasil também serão atingidas, como a do tratamento das arboviroses, uma das mais desenvolvidas nesse segmento, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Uma grande preocupação está relacionada à evasão de pesquisadores do Brasil. O País ficará sem condições de manter o pessoal e programas no Norte e Nordeste. “É importante colocar essa situação, para que seja revisto esse processo de corte. O que se prevê é um verdadeiro colapso e estrangulamento da pós-graduação brasileira, principalmente na região Nordeste”, avalia.

Pronunciamento da UFCA

Segundo informações concedidas por Laura Hévila, Pró-Reitora de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, foram cortadas da UFCA ao todo 05 bolsas do CNPq, sendo 03 do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio (PIBIC EM) e 02 do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC).

Da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior(Capes) houve a suspensão de 01 bolsa do programa demanda social, sendo que a bolsa era do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional Sustentável (PRODER).

Falando sobre as pesquisas que são feitas nas universidades, Laura Hévila destaca que “a grande maioria das pesquisas são feitas sem recurso para compra de material, reagentes e pagamento de terceiros”.

Planejamento para minimizar as consequências

Está sendo criando uma comissão de pesquisadores vinculados a pro-reitoria de pesquisa (PRPGP) para pensar uma solução coletiva unindo esforços com as demais instituições de pesquisa do Ceará e por meio da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP), além de uma possível criação de um consórcio multigovernamental, aos modos do já criado pela associação dos governadores do nordeste. Desta forma, os associados aos governantes do estado e também a iniciativa privadas iremos passar por essa crise que assola a pesquisa brasileira, afirmou o Professor Irwin Alencar.

O Reitor da URCA, Professor Lima Júnior encerrou sua fala no debate ao destacar a relevância de se estar alerta nesse momento em relação ao contexto nacional. Lima Junior sugeriu a criação de um grupo de trabalho para pensar as resistências, não apenas da URCA mas do Cariri.

O modelo de avaliação dos sistemas de pesquisa e tecnologia do Brasil é um dos melhores do mundo. No Cariri, em nota, o Reitor destaca: há setores importantes que podem se deter a apropriação do conhecimento científico, a exemplo dos fármacos, calçados, entre outros segmentos da economia.

O Professor Waltécio Oliveira, propôs um documento endossando a participação dos cursos superiores e institutos da região, para possibilitar uma força de reivindicação, para travar esse processo. “Prefiro um grito de um homem ou de uma mulher do que o silêncio de uma multidão inteira”, afirmou.

A Pró-reitora de pesquisa, Laura Hévila, fala sobre as medidas que a UFCA vem tomando para subsidiar o impacto dos cortes, sendo que uma das medidas “foi subsidiar essas bolsas suspensas até o final do ano letivo”.A viabilidade dessa decisão só foi possível segundo Hévila para duas bolsas do PIBIC.

Tendo bolsas e pesquisas em andamento que foram contempladas nos anos anteriores, diante disso, afirma ela que “O entendimento foi que não podemos deixar o impacto atingir esses projetos já em andamento. Mas, como temos recursos contingenciados não podemos garantir, caso, o Cnpq suspenda as demais bolsas, e só por isso talvez não possamos subsidiar as demais”.

Impacto no Crajubar

Em exclusiva para o Foopost, o pró-reitor Irwin, diz que, vinculados a URCA, os impactos fará deixar de circular na economia local mais de R$4.270.000,00. Ele também chamou a atenção para o impacto em universidades maiores, como as instituições que também foram afetadas: IFCEs, UFC, UFCA, UVA, UECE, UNIFOR e FIOCRUZ entre outros instituição que recebem suporte do CNPQ (graduação) e Capes (pós-graduação).

Por fim, o professor Doutor Renan Bantin, destaca que as pesquisas na URCA, são voltadas para estudos regionais como: saúde da afamilia, práticas de ensino, evasão escolar, química de produtos naturais da chapada do Araripe, etnobiologia (o conhecimento popular sobre a biodiversidade), fósseis da chapada do Araripe e a evolução da vida, entre outras centenas de projetos desenvolvidos por professores e alunos da Universidade Regional do Cariri.

Sobre o interrompimento dessas atividades o professor Doutor Renan Bantin, relata:

“Se você interrompe estas pesquisas, todos os dados produzidos até então perdem a continuidade, e o papel principal da universidade, que é repassar o conhecimento para a população, é afetado. Alem disso, dezenas desses projetos já tem décadas de atuação na sociedade aririense. Cortando a verba para essas pesquisas, consequentemente você para a geração de conhecimento regional na região do Cariri, ficando mais restrita ainda a divulgação da ciência para a população”.

Já a Pró-reitora de pesquisa da UFCA, Laura Hévila, sobre os impactos na região, destaca:

“A região do cariri sofre o impacto tanto na geração de conhecimento científico, que garante cada vez mais, um olhar sobre tecnologias sociais tão importantes para nossa região”.

Share this Story
  • Educação

    MEC anuncia retomada de 3.182 bolsas pela CAPES

    Segundo Weintraub, as novas bolsas serão todas ofertadas em programas com notas 5, 6 e 7 nas avaliações da Capes
  • Economia Notícias

    Cariri sofre impacto de R$4,2 milhões com cortes de bolsas CAPES e CNPq

    O número 5.613 representa a quantidade de bolsas de mestrado, doutorado e pós-graduação que foram cortadas, a partir deste mês setembro, segundo o anuncio feito nesta segunda-feira(2) pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes).
Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por Iara Meneses
Carregar Mais Em Economia

Veja Também

Médicos da UPA pedem demissão por falta de pagamento

A cidade já teve o fechamento de 31 postos de saúde e do hospital público, restando a UPA para atender uma população com cerca de 300 mil habitantes.