Em enquete no Facebook, torcedores do Barbalha desaprovam a contratação do goleiro Bruno

Barbalha F.C consulta torcedores sobre a possibilidade de trazer o goleiro Bruno como reforço para o time.

Notícias

O time Barbalha Futebol Clube começou a movimentar o mercado da bola para a temporada de 2020, e já inicia a formação da equipe para as disputas do Campeonato Cearense 2020 série A e da Copa do Brasil. Uma das surpresas, está sendo a possibilidade do goleiro Bruno, ex-flamengo, de vir compor a equipe barbalhense nessa nova temporada.

A enquete foi aberta sábado (24), no perfil oficial do clube no Facebook. O objetivo foi consultar os torcedores sobre a possibilidade do goleiro vir reforçar a equipe do Barbalha na disputa da série A. O clima foi de divisão de opinião resultando com 53% de votos para NÃO, um total de 6,1 mil pessoas e apenas 47% das pessoas votaram votaram SIM.

Um dos internautas que não apoiou a ideia de trazer o goleiro para compor a equipe do Barbalha, afirmou que “Vocês estão promovendo um marketing negativo para o clube, acho um tiro no pé…patrocinadores e torcedores de verdade se afastarão do clube, cuidado!”. Já outro internauta declarou que ” acho a atitude correta na contratação, é hipocrisia de um povo não aceitar o rapaz, ele pagou a pena e não existe lei que proíba ele de voltar a jogar”.

Enquete no Facebook do Barbalha Futebol Clube

Ainda na postagem da enquete, que ainda está disponível na rede social, o time se pronunciou sobre:

“O Barbalha Futebol Clube acredita no potencial do profissional Bruno Fernandes de Souza, e tem a plena certeza de sua recuperação e na reintegração dentro da sociedade e no futebol, nos que fazemos o esporte dentro de um pais que passa por mudanças políticas e comportamentais não podemos esquecer a nossa essência maior de uma povo generoso e acolhedor, principalmente o povo Nordestino”, afirmou o clube.

Acusações

O goleiro foi preso em Setembro de 2010 e condenado em março de 2013 pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho. Ele também havia sido condenado por ocultação de cadáver, sendo que esta pena foi extinta, pois para a Justiça o crime prescreveu sem ser julgado em segunda instância. No último 19 de julho Bruno foi solto.

Condenado a 20 anos e 9 meses de prisão, bruno conseguiu progressão para o regime semiaberto e para atuar novamente no futebol , em função da condenação, o atleta precisa de autorização da justiça.

Share this Story
Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por Iara Meneses
Carregar Mais Em Notícias

Veja Também

Cariri: advogada é presa suspeita de se envolver com facções criminosas em Crato

A advogada Elisângela Mororó estava com mandado de prisão em aberto. Ela foi presa junto a dois suspeitos de integrar uma facção criminosa.